Grupo de extermínio pode ter sido criado, alerta redobrado em Betim

O Portal do Terê noticiou esta semana a morte do policial Jorge Luiz Santos Oliveira, cabo da 174ª Companhia do 33º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais. Desde então uma onda de assassinatos se instaurou em Betim. Desde a noite desta quarta-feira (10) até o fechamento desta matéria, cerca de oito pessoas já foram assassinadas e grande parte delas tinha algum envolvimento com o tráfico de drogas.

Entendam o caso:

A Reação da Polícia em Betim

Desde a morte do cabo, a população betinense tem ficado em estado de alerta a qual seria a reação da polícia ao ocorrido e a situação passou a ser ainda mais alarmante quando foram divulgados em diversos grupos de  WhatsApp supostos áudios de militares.

Um deles é a convocação para que policiais venham a Betim para achar os suspeitos de terem assassinado o PM Jorge. “Vamos descer para Betim então, todo mundo paisana. Vamos começar a balançar o Vila Cristina, Laranjeiras, Teresópolis…. Se morrer um policial, tem que morrer pelo menos cinco ou dez pila [bandidos], até descobrir. Tem que achar esses caras”. Ouça o áudio na íntegra:

 

Em outro áudio, um homem que se intitula coronel da PM, que não iremos divulgar o nome, alerta ter percebido muitos militares em trajes civis ajudando a polícia na localização dos assaltantes e tem medo de que outros policiais sejam mortos por acidente. “Vamos ter cuidado com fogo amigo. Já basta o trauma desta ocorrência aqui. O risco de ter outra, com um policial confundindo o próprio colega, é muito grande”.

O recomendável para toda a população betinense é que redobre o cuidado, principalmente durante a noite. Evitar andar sozinho em locais escuros e de pouco movimento é algo imprescindível para a própria segurança.

Violência contra policiais em toda região

Foto: Oswaldo Diniz

Não foi apenas em Betim que a violência contra policiais se instaurou. O sargento da Polícia Militar Lúcio Roberto Mozert foi baleado na manhã desta quinta-feira em uma tentativa de assalto no Bairro Jardim Europa, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Ele é dono de um depósito e foi alvo de um assaltante. O criminoso o abordou dentro do balcão, anunciou o crime e atirou. Lúcio foi baleado no pescoço e na cabeça e mesmo assim conseguiu sair da loja e pedir para que sua esposa fosse avisada e chamou por socorro.

O policial foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro Risoleta Neves. O autor do crime fugiu e é procurado pela PM.

O Portal do Terê vai continuar acompanhando toda essa situação. Em breve mais informações

Curta essa Matéria