DENÚNCIA: funcionários da UAI 7 estariam precisando arriscar suas vidas por falta de equipamentos

Uma moradora de Betim fez um relato sobre a situação da UAI 7. Segundo a jovem, os profissionais da saúde, além das difíceis condições de trabalho, enfrentam a escassez dos materiais necessários para os atendimentos.

De acordo com informações, os pacientes estariam recebendo soro com agulha grossa porque estariam faltando agulhas finas e, por isso, o cuidado com as crianças tem se tornado mais dolorido, uma vez que o material utilizado não é adequado para elas.

Outro problema relatado foi à falta de garrotes. Os profissionais, segundo a estudante de fisioterapia, estariam precisando improvisar o material usando as luvas das próprias mãos como substituto. Com isso, eles estariam arriscando suas vidas.

O Portal do Terê entrou em contato com a prefeitura de Betim e, através da Secretaria Municipal de Saúde, informaram que os estoques de agulhas finas e garrotes estão regulares. Os materiais estão disponíveis nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Curta essa Matéria