Uma menina de 11 anos foi baleada, acidentalmente, por um policial militar durante uma perseguição a bandidos no aglomerado da Serra, na noite do último sábado (11). Segundo a mãe da criança, ela e a filha estavam indo padaria no momento do acidente.

 

“Eu estava com a minha filha indo à padaria, pela Rua Serenata, quando escutamos uma sirene. Eu pensei que era o Samu, continuamos andando e ela percebeu que era uma viatura. Como a rua que eles pretendiam entrar era muito estreita, disse para minha filha subir na calçada. Nesse momento, o policial desceu da viatura e efetuou um disparo. A gente foi entrar numa barbearia e minha filha disse que a perna estava dormente. Quando vi, havia uma poça grande de sangue no chão”, disse Rosana Severiano.

A vítima foi socorrida dentro da viatura e encaminhada ao Hospital João XXIII.

“Quando vi peguei minha filha no colo, ela gritando de dor, e já fui direto para a viatura, pedindo que me socorressem. Minha filha é muito resistente à dor, mas estava gritando muito, achando que não ia suportar. Demoramos cerca de 15 minutos para chegarmos ao hospital”, contou.

No hospital, foi constatada uma fratura exposta e a menina precisou passar por cirurgia. Ela precisou colocar um suporte metálico na perna para fixar os ossos. Após esse período ela passará por uma nova cirurgia.

Comentários