Projeto Saúde Solidária atende 430 pessoas por mês.

Quem mora na região norte de Betim, já passou pela praça da Igreja da Lagoinha e reparou numa movimentação grande de pessoas praticando atividade física ao ar livre em grupo. Essas pessoas fazem parte do Projeto Saúde Solidária, desenvolvido a cerca de um ano pelo líder comunitário, voluntário e professor Lúcio, que lembra “ há um ano nós atendíamos cerca de 120 pessoas hoje temos uma média de 430 no mês”.

Com o intuito de trazer mais qualidade de vida e saúde para a população, o projeto nasceu de uma necessidade antiga das pessoas. Com a criação da nova av. José Inácio Filho e posteriormente a praça com a academia ao ar livre, a população ganhou mais um espaço para prática de esportes. Lúcio afirmar que o projeto ajuda não só melhorar a saúde das pessoas como desafogar os postos de saúde. “Quando se tem mais pessoas saudáveis elas consequentemente deixam de ir ao posto com tanta frequência, o que melhora e muito a saúde do município”, afirma.

O projeto que é 100% voluntário, conta com a colaboração de todos, de acordo com Lúcio os poucos equipamentos que eles utilizam foram doados por alguém que faz ou já fez parte do projeto. E ainda reforça “necessitamos urgente de um profissional formado em educação física, para auxiliar a prática de exercício. Temos alguns parceiros inclusive academias, porém, eles só podem vir as vezes e nós precisamos de alguém fixo para ajudar” lembrou.

O projeto funciona de segunda-feira a sexta-feira “exceto quarta-feira”. Na parte da manhã as 7h40m, com um treino de cerca de 30 minutos, já a noite o treino começa às 19h e dura 50 minutos,

Exemplo vivo 

Além de liderar o projeto Lúcio também participa do circuitos de atividade e conta que desde o inicio do projeto já eliminou 42 quilos, associando a atividade física a boa alimentação.

 

Curta essa Matéria