Populares ocupam terreno baldio próximo a maternidade do Jardim Teresópolis em Betim

Na tarde deste sábado (16), várias famílias ocuparam um terreno de aproximadamente 4mil m², próximo a maternidade do Jardim Teresópolis, eles afirmam não fazer parte de movimentos como MST, mas alegam que o local está servindo para práticas de crimes, deposito de lixos e entulhos proliferando animais venenosos e mosquitos transmissores de doenças como Zika e Dengue.

Em depoimento um dos líderes da ação Paulo Souza afirma que os populares estão sem moradia própria e a grande maioria desempregada devido a atual situação econômica enfrentada no município, “Precisamos de moradias, penso em nossas crianças, esse terreno está totalmente largado e colocando em risco a vida e a saúde das pessoas que vivem aqui em volta, iremos cuidar e fazer aqui o nosso lar” completou.

Segundo informações de pessoas que moram próximo ao local, “nessa mesma área já teveram outras tentativas de ocupações, mas na época o proprietário apresentou a documentação do terreno e conseguiu a reintegração de posse, mas a situação agora é outra pois o proprietário faleceu e seus herdeiros não se preocupam com a área, a polícia militar e a guarda municipal estiveram no local e constaram que o terreno realmente é privado, e com isso não puderam impedir a ação”, até o momento a prefeitura não se manifestou.

Curta essa Matéria