Ministro pede bolsa família até para quem tem carteira assinada

Após um relatório emitido pelo banco em fevereiro onde dizia que o programa bolsa família deveria aumentar para que brasileiros conseguissem sobreviver a recessão, foi questionado e anulado pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, segundo o ministro o programa que tinha uma fila gigantesca foi zerado, após incluir mais de 1,5 milhão de brasileiros.

Terra informou que o governo lançará ainda este mês um programa para incluir os beneficiários do Bolsa Família no mercado de trabalho formal. Sendo que a pessoa que arrumou emprego de carteira, terá direito a bolsa por até 2 anos. “Vai ser um dos maiores processos de formalização do trabalhador no país”, afirmou o ministro. O prefeito municipal que mais conseguir tirar o trabalhador do emprego informal, ganhará bonificações, a medida servirá como incentivo.

Curta essa Matéria